Lentamente, tudo de uma vez…


“Very slowly, then all at once.”

 

Foi assim que Ernest Hemingway descreveu a sua própria falência, e é da mesma forma que podemos descrever muitas das crises financeiras.

O mundo global envia vários sinais de alerta e sofre com alguns pequenos solavancos que a maioria das pessoas ignora… E de repente, algo maior acontece:

“A maior crise de todos os tempos” chega e pega todos de surpresa. Será?

 

Eu já enumerei aqui todas as crises que eu passei. O que eu sei é que, no final, as nossas escolhas por uma boa proteção financeira são extremamentes reduzidas.

Nós temos que nos preparar o quanto antes e eu vou te dizer o que fazer:

 

1) Seja conservador 

Suponhamos que esta grande crise chegue. Como estão alocados os investimentos no seu portfólio? Você vai se machucar? Você está demasiadamente alavancado em ações e derivativos?

Ser conservador é deixar boa parte do seu capital em ativos de baixo risco. Não subestime o poder da renda fixa.

 

2) Tenha liquidez

As pessoas ignoram a liquidez!

Sem liquidez, você não aproveitará a queda global para comprar as barganhas deixadas pelo mercado… Quando a crise vier você poderá comprar bons ativos a preços de feira.

 

3) Fundo de emergência

Qual o tipo de vida que você leva? Muito consumo e pouca poupança? Se você não possui um fundo de emergência para cobrir, no mímimo 6 meses de despesas, eu sugiro que você comece a providênciá-lo.

Finanças é pura psicologia: por mais que você saiba que não precisará usar o fundo, o conforto emocional da proteção não tem preço.

Proteja-se primeiro e lembre-se:

 

Lentamente, tudo de uma vez…

 

Um abraço,

Alex

Digiprove sealCopyright secured by Digiprove © 2017 Alexandre Rocha

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *