Como os preços e taxas dos títulos sofrem variações ao longo do tempo?


Os preços e taxas dos títulos sofrem variações ao longo do tempo. O Tesouro Direto é um tipo de investimento de renda fixa, mas isso não quer dizer que os preços e taxas dos títulos públicos não apresentem variações ao longo do tempo.

 

Renda fixa é um tipo de investimento em que o investidor já conhece as condições sob as quais o seu investimento será remunerado, mas não necessariamente a sua rentabilidade final. Por exemplo, ele sabe que o seu rendimento é dado pela taxa SELIC, mas não sabe se a taxa SELIC será de 10% a.a. ou 11% a.a. durante todo o período de investimento.

 

Entre a data de compra e a de vencimento, o preço do título flutua em função das condições do mercado e das expectativas quanto ao comportamento das taxas de juros. Uma redução nas taxas de juros de mercado em relação à taxa de compra do título provoca aumento no preço do título. Já um aumento nas taxas de juros proporciona o efeito contrário.

 

Assim, os juros praticados no mercado têm influência direta sobre o preço dos títulos. Por exemplo, suponha que você compre uma unidade do título Tesouro Prefixado 2016 (LTN) em 26/06/2012, a uma taxa de juros de 9,15% a.a. O preço que garante a rentabilidade de 9,15% ao ano durante o período de 26/06/12 a 01/01/16 é de R$ 735,29. Isso porque, a incidência da taxa de juros de 9,15% a.a. sobre R$ 735,29, durante 905 dias, resultará no montante de R$ 1.000,00 no vencimento da aplicação, valor final predeterminado para cada unidade desse tipo de título.

 

Dessa forma, se os juros aumentarem, o preço inicial de partida do título terá que ser menor, de forma que se chegue no mesmo montante final de R$ 1.000,00 ao final da aplicação.

 

Como pode ser observado abaixo, o preço do título possui relação inversa com a taxa de juros.

Fonte: Tesouro Direto

Como as variações das taxas de juros afetam os títulos que comprei?

Os prazos de vencimento influenciam os preços dos títulos?